Rotary Club Araraquara Oeste apóia o Programa de Erradicação do Pé Torto Congênito

O Rotary Internacional apoia essa causa e tem o prazer de informar que na nossa região o atendimento será realizado no Hospital Estadual de Américo Brasiliense, através do SUS (Sistema Único de Saúde), e pode ser contatado pelo telefone (16) 3393-7800.

Na nossa região o atendimento será realizado no Hospital Estadual de Américo Brasiliense, através do SUS (Sistema Único de Saúde)

 

A médica ortopedista do hospital Estadual de Américo Brasiliense, Dra. Débora Schalge Campioto, procurou o apoio do Rotary Club Araraquara Oeste para o programa de erradicação do pé torto congênito que está sendo inaugurado na região.

Na oportunidade foi explicado que o pé torto congênito (PTC) é uma deformidade de nascença em um ou dois dos pés, trata-se de uma alteração ortopédica que ocorre ainda na fase embrionária. Atualmente, no mundo, cerca de 200.000 mil crianças nascem com PTC e 50% delas convivem com o problema por toda a vida.

No Brasil temos 4.000 casos anualmente, porém isso não precisa ser assim pois, atualmente, existe tratamento para correção dessa deformidade.

O método Ponseti, que é um tratamento altamente efetivo para corrigir o pé torto congênito, consiste inicialmente em aplicação seriada de próteses de gesso e uma pequena cirurgia ambulatorial e depois do uso de uma órtese (sapatos especiais) para manter a correção.

O tratamento resulta em um pé totalmente corrigido em um período de 4 a 6 semanas na primeira fase e depois com o uso das órteses (sapatos especiais) até os 4 anos de idade.

O Rotary Internacional apoia essa causa e tem o prazer de informar que na nossa região o atendimento será realizado no Hospital Estadual de Américo Brasiliense, através do SUS (Sistema Único de Saúde), e pode ser contatado pelo telefone (16) 3393-7800.

Autor: Rita Motta

Jornalista, editora de televisão e jornalismo na internet, que se especializou em jornalismo e marketing digital em comunicação.

Compartilhar essa notícia em
468 ad

2 Comentários

  1. Parabéns pela iniciativa, precisamos de profissionais assim que se preocupam em resolver o problema por completo, ótima notícia saber que o hospital de Americo adotou o método Ponseti e junto com o Rotary o banco de órteses, com essas iniciativas o tratamento ficou acessível para muitos que não tem condições de tratar essa deformidade.Obrigada.

    Responder
  2. Parabéns pela conquista esse tratamento é maravilhoso eu apoio e tivemos esse tratamento com meu neto foi perfeito estamos no final graças à Deus,foi tratado desde três dias de vida por esse método ponseti resultado exelente hj está com três anos e sete meses de uso da órtese que será até completar quatro anos Deus abençoe à todos.

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *