Pacientes em tratamento oncológico no Cora têm isenção de Área Azul

Para utilizar a gratuitamente as vagas nas proximidades do Cora, paciente deverá solicitar o benefício na Coordenadoria de Mobilidade Urbana

Para utilizar a gratuitamente as vagas nas proximidades do Cora, paciente deverá solicitar o benefício na Coordenadoria de Mobilidade Urbana

Os pacientes em tratamento de câncer, no Centro Oncológico (Cora) da Santa Casa de Misericórdia de Araraquara, estão isentos do pagamento de Área Azul. O benefício é resultado da lei de iniciativa do prefeito Edinho, a partir da indicação da vereadora Juliana Damus que, por sua vez, atendeu uma sugestão do grupo Chá de Lenços Único.

Assim, os pacientes que estiverem passando tratamento oncológico no Cora, durante os períodos de consulta e tratamento, estão liberados de pagar o estacionamento rotativo da Estapar, empresa que administra os serviços de Área Azul.

De acordo com o coordenador de Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, para utilizar gratuitamente as vagas de estacionamento nas proximidades do Cora, o paciente deverá solicitar o benefício na Coordenadoria, apresentando um laudo médico que comprove o tratamento e sua duração prevista. É preciso apresentar também documento pessoal do requerente e comprovante de endereço para a realização de seu cadastro.

Com a aprovação do pedido, será concedido ao beneficiário um cartão de isenção, de uso pessoal e intransferível, que deverá permanecer exposto no veículo, no tempo em que o paciente estiver sendo atendido no Cora.

“Esse cartão terá prazo de validade, levando em conta o tempo de duração do tratamento apontada no laudo médico. Se houver necessidade de prorrogação do benefício, basta o beneficiário solicitar na Coordenadoria, ou seja, conforme a lei, a sua renovação será condicionada à comprovação periódica dos requisitos da isenção”, explica Carneiro.

Para a vereadora, que indicou ao prefeito o projeto de lei, Juliana Damus, o benefício é uma grande conquista. “Estar em tratamento de câncer é um momento muito difícil e nem sempre o paciente ou a família tem condições financeiras para pagar todas as despesas. Agradeço ao executivo por abraçar comigo essa causa”, declarou a vereadora.

Em maio último, também por iniciativa da vereadora Juliana Damus, o Cora da Santa Casa já havia sido beneficiado com o “Dia do Estacionamento Solidário”, uma ação realizada pela Estapar, em parceria com a Prefeitura, Coordenadoria de Mobilidade Urbana e o Fundo Social de Solidariedade. O objetivo da ação é beneficiar uma entidade da cidade com a doação de um dia de arrecadação do estacionamento rotativo. Os recursos doados não são apenas aqueles colocados nos parquímetros, como também toda a renda do dia captada pelo aplicativo Vaga Inteligente.

Uma das co-fundadoras e integrante do Grupo Chá de Lenços Único, Dorothea Adriana Lavoura, a isenção do estacionamento é muito importante para os pacientes. “A pessoa que faz tratamento na oncologia já tem muitos gastos e quando chega a fase da radioterapia, normalmente são 33 dias de tratamento, de segunda a sexta, que na maioria das vezes demora bastante, às vezes até 4 horas. O estacionamento rotatório é uma preocupação a mais para essas pessoas, que já estão passando por um problema sério”, defende a integrante do Chá de Lenços, que reúne hoje cerca de 100 mulheres que sempre busca melhorias para o paciente oncológico.

ATENDIMENTOS NO CORA – O Centro de Oncologia da Santa Casa de Misericórdia de Araraquara é referência em atendimento para uma população de aproximadamente 620 mil habitantes ofertando atendimento ambulatorial em consultas médicas, quimioterapia, radioterapia e hematologia, além de todo o apoio diagnóstico e de equipe multiprofissional exigido das Unidades de Alta Complexidade em Oncologia – UNACON – pelo Ministério da Saúde.

Por ano, são realizadas em torno de 11.000 consultas de oncologia clínica, 4.500 consultas em cirurgia oncológica. Além disso, são mais de 6.000 sessões de quimioterapia, 1.200 procedimentos de radioterapia e 350 cirurgias oncológicas realizadas.

Autor: Rita Motta

Jornalista, editora de televisão e jornalismo na internet, que se especializou em jornalismo e marketing digital em comunicação.

Compartilhar essa notícia em
468 ad

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *