Júnior Bozzella lidera Frente parlamentar pela descentralização do Porto

O deputado Federal eleito pelo PSL garantiu que a privatização do Porto de Santos está totalmente descartada

O deputado Federal eleito pelo PSL garantiu que a privatização do Porto de Santos está totalmente descartada

O parlamentar se reuniu recentemente com os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e da Economia, Paulo Guedes, onde segundo ele, foram discutidos os dois projetos para administrar o Porto de Santos. “Em posse dessas informações criei um conselho consultivo onde ouvimos os prefeitos da região que estão diretamente envolvidos na pauta, Valter Suman, do Guarujá, e Paulo Alexandre Barbosa, de Santos, lideranças sindicais que representam os trabalhadores portuários, empresários ligados ao porto, Sopesp, e especialistas da área com a missão de encontrar um modelo que, de forma equilibrada, atenda aos anseios de todo o grupo e necessidades da população”.
Com uma visão liberal, Paulo Guedes, líder da equipe econômica do Governo, defende as privatizações e já anunciou uma redução do número de estatais federais, o que preocupou trabalhadores da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a empresa que administra o cais santista.
Já o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, é a favor da descentralização da gestão e de aumentar as atribuições das autoridades portuárias. Segundo Bozzella, Freitas concordou com suas argumentações e deu sinal verde para as articulações neste processo.
Bozzella ressaltou que a privatização do porto foi totalmente descartada e o próximo passo é descentralizar o poder de forma parcial, de acordo com as particularidades e necessidades de cada segmento portuário.
“Os exemplos ao redor do mundo mostram que aqueles países que optaram pela privatização voltaram atrás, por verem que é um modelo que não funciona. Os maiores e melhores portos do mundo são administrados por empresas públicas, porém descentralizados, com princípios privados e nenhuma interferência política. Entendemos hoje que o melhor caminho é a gestão onde exista a presença do município, Estado e Governo Federal”, afirmou o deputado.
Em posse dessas informações o deputado eleito, ao lado de outras lideranças da Câmara e Senado, esta encabeçando a criação de uma Frente Parlamentar Mista com o objetivo de discutir um novo modelo de gestão para o setor. “Juntamente com o conselho consultivo que criamos estamos organizando uma minuta que será levada para apreciação dos prefeitos da região e, depois, ao governador do Estado, João Doria. A partir de 1 de fevereiro quando tomo posse, vamos fazer uma nova discussão com o governo Federal, por intermédio da Frente Parlamentar, a minuta desse novo modelo de gestão para o Porto de Santos”, finalizou Bozzella.
Além da questão regional Bozzella destaca a importância do Porto de Santos para a balança comercial e economia do País. “É, sem dúvida alguma, uma agenda nacional”, destacou.

Área do Valongo também é prioridade
O plano de revitalizar a região do Valongo, na Margem Direita do Porto de Santos, também está na pauta de discussões do novo deputado federal. Procurado pelo promotor de Justiça de Urbanismo e Meio Ambiente do Ministério Público Estadual (MPE) em Santos, Daury de Paula Júnior, Júnior Bozzella pretende destravar esse processo.
Para isso, deve marcar uma audiência com o próximo diretor-presidente da Codesp, que ainda não foi empossado – o engenheiro Casemiro Tércio Carvalho já foi indicado para o cargo e deve ser oficializado nas próximas semanas.
A ideia de Bozzella é discutir com Carvalho o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para a revitalização dos armazéns 1 ao 4 e a demolição dos galpões 5 ao 8, no Valongo.
Apesar do documento ter sido assinado em abril do ano passado, os imóveis ainda aguardam serem recuperados. E este atraso, segundo o deputado, vem gerando uma multa, a ser paga pela Autoridade Portuária.
Segundo o TAC, o material retirado dos galpões demolidos será utilizado nas áreas a serem revitalizadas. “Vamos lutar o quanto antes para que essa seja a bandeira da nova direção”, afirmou Bozzella, que visa garantir o apoio do ex-deputado federal e ex-prefeito de Santos, João Paulo Papa (PSDB) nesse processo.

Autor: Rita Motta

Jornalista, editora de televisão e jornalismo na internet, que se especializou em jornalismo e marketing digital em comunicação.

Compartilhar essa notícia em
468 ad

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *